Humanização

O que é humanização?

Entende-se a humanização como a valorização dos diferentes sujeitos inseridos no processo de produção de saúde. São eles os usuários, trabalhadores e gestores. Os valores que guiam essa política são a autonomia e o protagonismo dos sujeitos, a corresponsabilidade entre eles, o estabelecimento de vínculos solidários, a construção de redes de cooperação a participação coletiva no processo de gestão.

No Hospital Estadual Serrana (HE Serrana) esta é uma ferramenta importante de gestão, norteada pelas políticas Nacional e Estadual de Humanização. A partir delas, as ações são elaboradas e instituídas no Hospital e acompanhadas pelo Centro Integrado de Humanização que conta com a participação de colaboradores dos diferentes setores de assistência à saúde e administrativos.

Ações de humanização

As ações são definidas de acordo com as diretrizes definidas pelo Plano Nacional de Humanização (PNH). No HE Serrana, estamos realizando diversas dessas ações, entre elas:

Clínica Ampliada

Fortalece a integração do trabalho de diferentes áreas da saúde, levando em consideração as particularidades de cada paciente na busca de um cuidado personalizado

Reuniões rápidas de segurança (Safety Huddle) e visitas multiprofissionais: reuniões das equipes assistenciais com o intuito de traçar o plano terapêutico integral ao paciente, melhorar a comunicação das equipes e otimizar o tempo de internação.

Assim, um dos objetivos é o atendimento das demandas dos pacientes, visando sua recuperação e reabilitação, bem como fazer interface com a rede de saúde externa, tendo em vista a continuidade dos cuidados e dos tratamentos necessários e sua reintegração à sociedade.

Plano de Alta

Com o objetivo de organizar e qualificar a alta de pacientes do HE Serrana, em conjunto com o DRS XIII, participamos da organização da rede de assistência para contrarreferenciar os pacientes, melhorando a comunicação entre as unidades de saúde por meio de discussões e identificação das necessidades de continuidade de cuidados e tratamentos.

Acolhimento

É um compromisso de resposta às necessidades dos usuários dos serviços de saúde, promovendo a escuta e o reconhecimento do seu protagonismo no processo de saúde e adoecimento.

o Projeto Girassol: Projeto idealizado pelo Hospital Estadual de Ribeirão Preto (HERP) e incorporado no HE Serrana com o intuito de humanizar o momento do óbito, através de um cartão de condolências assinado pela equipe multiprofissional e uma sacola personalizada para entrega de pertences aos seus familiares.

Acolhimento psicológico pós-óbito: Após o falecimento do paciente, a equipe de psicologia realiza um contato telefônico com os familiares para realizar acolhimento psicológico voltado para o processo de luto.

Escore de alerta precoce (MEWS): escala de alerta, baseada em parâmetros clínicos, utilizada nas enfermarias do HE Serrana, que auxilia a identificação precoce do risco de deterioração aguda do paciente.

Defesa dos Direitos dos Usuários

É uma ferramenta de controle social e participação do paciente e de seus familiares durante o tratamento para garantir o cumprimento dos direitos em todas as fases do cuidado desde a recepção até a alta.

Visita ampliada: As visitas na enfermaria têm horário ampliado (das 14h00min às 21h00min)

Acompanhantes: Todos os pacientes internados nas enfermarias têm direito a acompanhante independentemente da idade.

Visita Estendida no CTI: o paciente internado no CTI pode permanecer com um acompanhante por um período de até 12 horas (das 9h00min às 21h00min).

Cogestão e Grupalidade

A cogestão se efetiva no modelo de gestão compartilhada através da participação dos diferentes atores no processo de gestão em saúde. No HE Serrana a efetivação desta diretriz se deu pela criação dos grupos para discussão dos processos de trabalho e inclusão das demandas que são trazidas pelos profissionais que estão no contato direto com os pacientes e familiares e também pelos colaboradores administrativos.

Grupos de Trabalho: com o objetivo de criar um espaço de corresponsabilização, estes grupos foram estruturados com a participação de representantes de diversas áreas, e sua função primordial é discutir os processos de trabalho das respectivas áreas e com as áreas de interface. Atualmente, estão estruturados da seguinte forma: Enfermaria, UTI, Ambulatório, Psiquiatria, Time de Comunicação, Reuniões de Equipes, entre outros.

Grupo de trabalho de Cuidados Paliativos: Os Cuidados Paliativos são um serviço essencial para o alívio de sintomas (como a dor e a falta de ar) e do sofrimento relacionados a diversos problemas de saúde pré-existentes e limitantes a vida.

Essa abordagem de cuidados possibilita um melhor padrão de atendimento e alto nível de conforto e dignidade, mesmo para aqueles pacientes com doenças graves, limitantes e incuráveis.

Os Cuidados Paliativos garantem ainda que os cuidadores e familiares recebam melhor apoio para que também possam fornecer cuidado e conforto para seus entes queridos, seja na internação ou após a alta hospitalar.

O HE Serrana possui um grupo de cuidados paliativos composto por equipe multiprofissional pronto para fornecer o cuidado e o conforto em todo o momento.

Valorização do Trabalho e do Trabalhador

Tem por objetivo promover a participação e integração dos trabalhadores no desenvolvimento dos processos de trabalho e fomentar a melhoria de suas condições de trabalho.

Integração dos empregados à rotina hospitalar: no momento da contratação, no seu primeiro dia de trabalho é realizado uma apresentação das rotinas, processos de trabalho, bem como normas que regulamentam o trabalho no ambiente hospitalar.

Investimento em treinamentos periódicos: vários tipos de treinamento em diferentes momentos são oferecidos aos empregados, tanto de aprimoramentos de técnicas específicas à cada área, quanto de novos processos e necessidades advindas das demandas das equipes e dos processos de trabalho.

Espaço de conforto: uma sala preparada climatizada com TV, puffs e sofá é disponibilizado ao empregado para descanso nos intervalos de trabalho.

Alimentação a preço de custo: é oferecido ao empregado realizar as refeições (almoço e jantar) no refeitório do Serviço de Nutrição e Dietética do HE Serrana a preço de custo, que é escalonado de acordo com o nível de escolaridade.

Ambiência

Compreende o espaço físico, social e profissional e de relações interpessoais que deve estar em sintonia com o projeto de saúde voltado para atenção acolhedora, resolutiva e humana.

  • Espaço externo de convivência
  • Alimentação gratuita, chuveiro e poltrona de descanso para todos os acompanhantes.

Links

  1. https://www.gov.br/saude/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/humanizasus
  2. http://redehumanizasus.net
  3. http://nephrp.com.br/site/wp-content/uploads/2017/03/03-Politica-Estadual-de-Humanizacao-Estado-de-São-Paulo.pdf